28 de janeiro de 2010


Mirrorthrone - Gangrene (2008)


País: Switzerland
Estilo: Atmospheric Death/Black Metal

1.Dismay 11:34
2.No One By My Side 10:26
3.The Fecal Rebellion 15:03
4.Ganglion 08:52
5.Une Existence dont plus Personne ne Jouit 12:06
6.So Frail 06:40

link in comment
link no comentário

Comentário:

Vladimir Cochet é o homem que está por trás de uma das melhores e polêmicas bandas de Black Atmosférico que eu já ouvi. Além de Mirrorthrone, ele é Man-band das bandas: Unholy Matrimony, Weeping Birth e Defending Loneliness. Isso mesmo, ele toca e faz sozinho todos os intrumentos, arranjos e letras dessas bandas. Cada uma com estilo e tema diferente. E o melhor, tudo isso de dentro de seu quarto! O cara é um gênio. Formado em Filosofia, Vladimir expressa toda a raiva que sente pelo o ser humano em seus trabalhos, principalmente no Mirrorthrone.

Criado em 2000, Mirrorthorne se destaca pela qualidade instrumental que as vezes chega ser brutal para nossos ouvidos e por uma melodia envolvente e bem caprichada, principalmente nos álbuns: Carrier Dust (2006) e Gangrene (2008). Muitas vezes, as faixas duram mais de 10 min para quem está ouvindo se deleite pelo lado sombrio e sujo que homem pode fazer se sentir que possui o poder em suas mãos. Sendo isso, talvez a grande polêmica que muitos comentam por ae, a faixa " A Scream To Express The Hate Of A Race" do álbum Carrie Dust foi criticada por vários grupos anti-racismo. Dizem que a letra ofende as outras raças que não sao brancas e que mostra que ele é adepto do Nazismo. Tudo baboseira. Vladimir já comentou que não irá interpretar aquilo que escreveu, ele deixa para nós dizer se é ou não racista.

Eu não vi racismo em suas letras. O que eu vi, foi uma ira destrutiva pela a raça humana. Como ela é capaz de destruir o próxmo por coisas fúteis. Onde o homem não passa de uma máquina que mancha o solo de sangue e terror. O cara na verdade, é o Augusto dos Anjos do Metal!

Mirrorthrone é perfeito do começo ao fim.Mostrando que a criatividade humana ainda está viva e pode ser expressada pela brutalidade e ira de um Homem, Vladimir Cochet.

Recomendo, mesmo que não curta Black Metal.

Sr. Pikachu Sama





Antes de comentar marque a caixa 'Publicar no Facebook' por favor!

Um comentário: